imprensa

11/04/2018

​Resumo da sessão ordinário de 10 de abril de 2018

Destaque

Na noite de terça-feira, 10, a Câmara Municipal de Guabiruba esteve reunida em mais uma sessão ordinária no mês de abril. Os trabalhos foram presididos pelo vereador Cristiano Kormann (Progressista) e também contou com as presenças de todos os vereadores.

Na oportunidade seis parlamentares utilizaram o espaço da palavra livre para suas manifestações.

Na tribuna popular da casa a sessão contou com a presença de Carline Schlindwein, diretora do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Brusque e Região (SINSEB), que na oportunidade falou sobre a insatisfação da categoria com o reajuste de 1,81% concedido pelo poder executivo. Além de aproveitar o espaço para convidar os servidores públicos para uma Assembleia Geral que acontecerá na sede do poder legislativo guabirubense no próximo dia 12 de abril.

No encontro os vereadores também discutiram e aprovaram o Projeto de Lei Ordinária n.º 01/2018, de autoria da vereadora Rosita Kohler, que “Considera a Cuca como patrimônio cultural histórico imaterial da cidade de Guabiruba”.

Palavra livre:

Vilmar Gums (PSDB)

O vereador voltou a solicitar como já havia feito no ano passado, melhorias na Rua José Fischer, transversal que liga o Centro ao bairro São Pedro, principalmente no acostamento.

No bairro Imigrantes solicitou a roçada das margens da Rua Nicolau Schaefer, também pedido da comunidade.

Por fim, destacou o evento do Jeep Gaiola Cross e aproveitou para convidar a comunidade regional para prestigiar.

Waldemiro Dalbosco (Progressista)

Lamentou que o governo federal abortou o repasse do Fundo de Apoio aos Municípios (FUNDAM II), segundo o parlamentar o prejuízo para os municípios pequenos são grandes, perdendo a capacidade de investimento em melhorias fundamentais. O aumento da demanda por serviços públicos também foi citado como agravante.

O vereador líder de governo comentou ainda durante a sessão sobre o alto índice de inadimplência no pagamento da taxa do lixo, que atualmente é de aproximadamente 40%. Como em caráter emergencial as cobranças estão sendo realizadas pelo município, os ônus para o erário público podem ser grandes.

O parlamentar também discorreu sobre a presença de servidores do SINSEB no encontro, avaliando como justas as reivindicações, mas ponderando sobre as conquistas e avanços dos servidores nesse governo, além de alertar para as dificuldades atravessadas pelos municípios brasileiros.

Cristiano Kormann (Progressista)

Parabenizou a Associação Hospitalar e a administração municipal pelo trabalho realizado frente ao hospital da cidade que atendeu segundo números divulgados recentemente mais 5 mil pessoas somente no primeiro trimestre de 2018.

Para o vereador o bom trabalho é o que motiva o apoio popular, que reflete em todas as iniciativas da associação na busca por recursos, como aconteceu no último final de semana com a realização do pedágio solidário.

O vereador comentou sobre a inadimplência com relação o pagamento da taxa de lixo, convocando a comunidade para fazer a sua parte, para que a qualidade do atendimento possa ser mantida.

Sobre as reivindicações do Sinseb o parlamentar classificou com justas, mas, também não deixou de citar as conquistas da categoria nos últimos anos. Além de informar que alguns cargos tiveram um aumento real de aproximadamente 17%, como motorista, auxiliar de operações, operador de roçadeira, servente de escola e outros.

Felipe Eilert dos Santos

Parabenizou a vereadora Rosita Kohler pelo Projete de Lei, que torna a Cuca um patrimônio cultural histórico imaterial da cidade de Guabiruba, segundo o parlamentar apesar da simplicidade do projeto essa iniciativa ajuda na fortificação das raízes culturais germânicas na cidade.

Comentou sobre o funcionalismo público afirmando que existe um abismo em termos de valorização entre servidores federais e os municipais. Mas, também não deixou de ressaltar as dificuldades enfrentadas pelos municípios pelo aumento da demanda do serviço público.

O vereador também criticou duramente o governo federal que congelou os gastos com os serviços públicos, algo inadmissível segundo o petista.

Sobre a situação da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o vereador disse que não iria defender “porque decisão da justiça não se discute, se cumpre”, mas também deixou o questionamento, se a prisão irá resolver as questões de corrupção no país. Ele também questionou porque outras lideranças como Aécio Neves, Geraldo Alckmin não tem a mesma atenção da justiça e da mídia em seus processos e escândalos.

O vereador também disse estar com saudades do governo do PT, que investiu forte em Guabiruba, ao contrário segundo ele do atual governo “ilegítimo” que nada fez ainda pela cidade.

Haliton Teodoro Kormann (MDB)

Apresentou imagens da Rua Antônio Fisher que está com alguns paralelepípedos soltos na pista de rolamento, solicitando melhorias.

Sugeriu que as sobras de recursos financeiros da Câmara Municipal possam ser empregadas no aumento dos vencimentos dos servidores públicos municipais.

Por fim, solicitou novas informações o porquê no momento do pagamento da taxa do lixo, no comprovante aparece o nome SAMAE.

Paulo Ricardo Gums (Progressista)

Afirmou que é a favor da valorização dos servidores públicos, dizendo que é normal tanto na iniciativa privada como também no serviço público a busca incessante pela valorização salarial. Mas, também discorreu sobre a necessidade do cuidado por parte do prefeito com relação à Lei da Responsabilidade Fiscal.

O vereador também não deixou de lembrar que em anos anteriores, prefeito, vice-prefeito e secretários tiveram seus vencimentos reduzidos entre 10 e 20%, para equilíbrio das finanças.

Por fim, comentou sobre a prisão do ex-presidente Lula, destacando todo o cenário nacional.

ORDEM DO DIA

- Foi aprovado por unanimidade o Projeto de Lei Ordinária nº 01/2018, de autoria da Vereadora ROSITA KOHLER, que "CONSIDERA A "CUCA" COMO PATRIMÔNIO CULTURAL, HISTÓRICO IMATERIAL DA CIDADE DE GUABIRUBA".

Áudios